quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Resumo da Assembleia Popular de 12 de Novembro de 2011

A Assembleia Popular do Porto, realizada a 12 de Novembro de 2011, teve lugar frente à Câmara Municipal do Porto, na praça Almeida Garrett e começou por volta das 16h. Durante a Assembleia, discutiu-se sobre:

1. Funcionamento e local das assembleias
Em primeiro lugar, foi dito que ao começarmos as assembleias reunidos em grupos de trabalho, e só posteriormente em assembleia-geral, podemos estar a contribuir para afastar pessoas que vêm, pela primeira vez, à Assembleia. Da mesma forma, constatou-se que este modo de funcionamento tem contribuído para um atraso significativo na hora de chegada das pessoas à assembleia. Assim, decidiu-se que a Assembleia Popular do Porto começa, em grande grupo, às 15h. Quanto às reuniões dos grupos de trabalho, cabe a estes decidir qual o melhor horário para as suas reuniões, se, logo depois da Assembleia ou durante a semana. No entanto, mantêm-se a posição da APP: é importante manter a comunicação entre os grupos, e favorecer a integração de novas pessoas nos diferentes grupos.

Relativamente ao local de realização das assembleias, e no seguimento das discussões anteriores, decidiu-se que a próxima assembleia será na CasaViva, às 15h. A decisão pela CasaViva deveu-se ao facto de este ser um espaço com relativa proximidade e centralidade para todos/as. No entanto, esta é uma opção provisória, pelo que continuaremos a pensar em locais alternativos que sejam públicos, e protegidos da chuva e do frio.

2. Balanço da ação 11.11.11
De forma geral, considera-se que a ação teve alguma visibilidade e que atingiu o propósito para a qual foi preparada: iniciar as ações de mobilização da APP, alertar para a precariedade laboral e sensibilizar para a greve de 24 de Novembro. Alertou-se para alguns aspetos que poderiam ter sido melhor considerados, tais como: o horário, custos da ação (a evitar em ações futuras) e a falta de coordenação com outros movimentos e entidades de modo a permitir a participação destas. Relativamente a este último aspeto, foi consensual que a APP assume a posição de abertura a todas as propostas de pessoas/grupos/movimentos e procurará, sempre que possível, contribuir para um desenvolvimento de ações conjuntas e coordenadas com outros movimentos que partilhem os mesmos princípios e objetivos.
Ficou-se de organizar um documento, que fique disponível online, onde conste todos os passos e custos necessários para a realização de uma ação deste tipo.

2. Contas na APP
No seguimento da discussão sobre as contas da ação do dia 11.11.11, surgiram algumas ideias relacionadas com a gestão do dinheiro da APP sendo que alguns/as, dos presentes, propuseram a abertura de uma conta bancária. No entanto, a APP não se mostrou consensual neste assunto, e tendo em conta que, pelo menos para já, esta não é uma necessidade urgente, propôs-se que em cada ação se nomeie alguém responsável para gerir os donativos e os custos. No final da ação, basta que se apresente, em assembleia, as contas de uma forma explícita e transparente. Se, com o decorrer do tempo, verificarmos necessidade de alterar o modo de funcionamento na gestão das contas da APP voltamos a abordar a questão.

3. Grupo “Novas economias”
Confirmou-se que a peça de teatro como forma pedagógica de sensibilização e compreensão da actual realidade financeira e económica realizar-se-á no 24 de Novembro, dia da greve geral, em frente ao banco de Portugal. O guião já foi escrito, contudo ainda não está corrigido e por isso não foi apresentado em assembleia. No entanto, como é importante a apreciação de todos/as, o guião será enviado e tomado à consideração geral até, no máximo, quarta-feira.
Durante a semana falou-se com um dos cafés das redondezas do banco de Portugal que em princípio nos fornece eletricidade para no dia da ação.
Quarta-feira, 16 de Novembro, pelas 21:30, na Casa Viva, é também o dia de reunião para organizar a ação do grupo das “novas economias” para o dia 24 Novembro. Somos todos/as convidados/as a participar. 

4. Grupo “Democracia real”
A gravação de entrevistas em registo vídeo foi realizada e o grupo está a trabalhar na edição do filme. Neste grupo, trabalha-se, também a ideia e um texto para uma petição à assembleia da república. Esta proposta será devidamente apresentada, em assembleia, quando estiver pronta.
Relativamente à ideia que surgiu, na assembleia anterior, de simular uma votação em que os boletins de votos tivessem figuras de partidos políticos ligados a interesses empresariais (nomeadamente à banca) com a referência ao partido e ao interesse que essa pessoa representa. Mostrou-se alguns dos cartazes feitos, que a serem utilizados serão impressos a preto e branco e pintados por uma pessoa do grupo. Apresentou-se também a proposta de um cartaz com uma avestruz com a cabeça dentro de uma urna.
Assumindo, que o planeamento da ação precisa ainda de trabalho, o grupo reuniu-se depois da assembleia para discutir, em concreto, os pormenores da ação. Na próxima assembleia retomaremos este assunto.

5. Grupo “Habitação”
Voltou-se a sensibilizar para a existência de um grupo que, desde a assembleia popular de 12 de Março, se dedica a trabalhar as questões relacionadas com a habitação. A próxima reunião deste grupo é na quarta-feira, dia 23, às 21h30, no Terra Viva (Rua dos Caldeireiros, 213, Porto). Apelou-se a que apareça toda a gente que esteja interessada no assunto.

6. Grupo “Métodos/Ações/Mobilização popular”
Perante o alerta para o aumento das tarifas da água e da eletricidade, o grupo de ação e mobilização ficou de apresentar uma proposta concreta de um movimento de intervenção neste assunto.
Outras duas propostas, que parecem enquadrar-se nas ações deste grupo, surgiram: boicote às SCUTS e organização de um concerto com música de intervenção. Esta última proposta prevê a organização de um evento de cariz cultural, interventivo e de sensibilização para a mobilização social. Simultaneamente, este evento poderia facilitar a recolha de donativos para a ações da APP.

7. Tertúlias da APP
Porque as questões ideológicos, na ação e mobilização cívica e política, são fundamentais, decidiu-se iniciar as tertúlias da APP. É já na próxima terça-feira, pelas 21:30, no café Ceuta - na rua de Ceuta, 20/6 4050-189. Porto.

Como o tema da democracia está em cima da mesa, o tema para a nossa primeira tertúlia é: “direito voto - democracia direta e representativa.”
8. Questões comunicacionais:
Achou-se por bem criar um link, no blog da APP, que ligue ao blog das novas economias e outro que ligue ao do grupo da habitação.
É preciso facilitar a comunicação através dos emails, blogs, facebook, etc. Alertou-se para a excessiva carga de emails que ocorreu durante os últimos dias. Procuraremos evitar emails desnecessários. Sugeriu-se que cada assunto seja abordado num email próprio, evitando que a informação se confunda e disperse.
Da mesma forma, é importante atualizar o blog e o facebook de uma forma mais rápida e ágil.

Próxima Assembleia dia 19 de Novembro (sab.), 15h, na CasaViva - praça marquês pombal 167 porto. 

Sem comentários:

Publicar um comentário