quarta-feira, 23 de maio de 2012

Resumo, Assembleia Popular, 20 de Maio

Iniciou-se a assembleia com a leitura do resumo da assembleia anterior e pela definição da ordem de trabalhos.

1 – Apoio à associação de moradores de Massarelos
 Fez-se uma descrição breve do conflito que coloca em risco a permanência da associação nas instalações que ocupa há muito tempo e onde desenvolve atividades de interesse público. Por outro lado, sugeriu-se que na mesma zona estaria prevista a demolição de um conjunto de habitações para dar lugar à construção de um hotel. Tendo solicitado a associação o apoio desta assembleia, tal como já tinha sido referido na reunião anterior, reforçou-se a proposta de criação de um grupo de trabalho sobre a questão. Voluntariaram-se várias pessoas para entrar em contacto com a associação, para conhecer melhor a situação e propor ações a discutir na próxima assembleia. Entretanto, e sem prejuízo da referida discussão, adiantou-se a ideia de contactar com a população circundante para saber a sua posição sobre a matéria.

2 – Escola da Fontinha
Neste ponto foi feita uma apresentação de algumas das propostas aprovadas na última assembleia da Escola da Fontinha, nomeadamente, mas não só: que várias atividades continuam a decorrer, algumas numa associação vizinha (apoio educativo) e outras no largo da Fontinha (projeção de filmes, workshops, etc); que vai decorrer um inquérito à população do bairro do qual foi apresentada uma proposta e cujo conteúdo será submetido a aprovação pela assembleia daquele projeto; que se vai avaliar a possibilidade de participar nas rusgas de S.João com um cortejo alusivo ao projeto para mostrar ao poder instituído que a ideia continua bem viva. Propôs-se aos presentes que a APP expressasse o seu apoio a estas iniciativas e ninguém se manifestou em contrário.

 3 – Ocupação do antigo quartel de bombeiros na rua Fernandes Tomás
A referência a este assunto foi breve pois não havia muita informação. Mais tarde, chegou a informação que o edifício já tinha sido desocupado por intervenção da polícia (sem oposição física dos ocupantes).

4  – Projecção do filme ‘pots, pans and other solutions’  
Foi proposta a repetição do visionamento de um vídeo sobre a Islândia (vídeo mostrado na Primavera Global). O realizador estava presente e disponibilizou-se para isso, mas não foi concretizada data nem local.

5 - Manifestação CGTP
Foi proposta a participação da APP numa manifestação que a CGTP irá promover no próximo dia 9 de junho. Considerando o número algo reduzido de participantes resolveu-se prolongar esta discussão para a assembleia seguinte. Um dos pontos debatidos foi o modo de participação, ou seja, se fazendo o mesmo percurso integrada com os restantes participantes, ou se fazendo um percurso autónomo. Os comentários foram muito diversificados, sendo impossível reproduzi-los na totalidade; por um lado salientaram-se afinidades nos objetivos e nas origens da contestação, o interesse do trabalho conjunto; por outro, referiram-se algumas diferenças em termos de âmbito e de abrangência temática e organizativa. Foram também citados alguns exemplos que poderiam demonstrar a falta de interesse da central sindical na confluência. Esta discussão acabou por ser muito frutuosa pois permitiu a troca de ideias sobre a própria assembleia, os seus propósitos e as formas de atuação, realçando-se a importância dos grupos de trabalho e da realização de ações concretas, dando relevo à resolução dos problemas que afetam as pessoas, ao mesmo tempo que se promove o crescimento da participação na própria assembleia. Algumas pessoas voluntariaram-se para indagar junto da CGTP qual a sua posição quanto a uma possível participação da APP, a discutir na próxima assembleia.

6  – Centro de Saúde de Campanhã
Foi proposto a criação de grupo de trabalho sobre o encerramento de um centro de Saúde em Campanhã com impacto negativo na população do bairro do Lagarteiro;

7 – Blog
Foi proposto o desenvolvimento de uma plataforma informática, complementar ao blog, que facilite o trabalho dos grupos, a circulação de informação, pedidos de ajuda entre grupos etc. – o autor da proposta acha que com mais 2 ou 3 voluntários se pode concretizar esse trabalho.

9 – Barragem do Tua
Falou-se na necessidade de mais ação de oposição à construção da barragem do Tua (ver blog da APP para mais informação); algumas pessoas voluntariaram-se para reunir mais informação sobre o tema e descobrir as ações que já estão em curso.

10 – Microfone livre
Colocar um microfone à disposição da população num local com movimento, para que as pessoas se possam expressar livremente; este “evento” terá periodicidade semanal

10 – Próxima assembleia
 Jardim da Cordoaria ao pé do coreto, sábado, dia 26 de maio, às 15 horas

Sem comentários:

Publicar um comentário