sábado, 15 de outubro de 2011

Assembleia 15O Porto


No dia 15 de Outubro de 2011, realizou-se um protesto, no Porto, em adesão ao protesto internacional do 15O, convocado pelos movimentos espanhóis Indignados e Democracia Real Já, que teve a adesão de mais de 20 000 pessoas, no Porto.

Esse protesto foi localmente convocado pelo Colectivo de Intervenção Popular, (iniciado pelos organizadores da manifestação de 12 de Março, no Porto) que apresentou um manifesto para o mesmo, um posicionamento político e reivindicativo desse grupo de trabalho. Os organizadores do 15O-Porto ressalvaram no próprio documento que não pretendiam que ele resumisse de forma nenhuma o protesto em que queriam nas ruas - a ideia era dar espaço à indignação das pessoas, que trouxessem (ou fizessem no local, em workshop de pancartas) as suas próprias reivindicações e se apropriassem da manifestação, reclamando o direito à rua e ao poder da participação popular.

Depois da manifestação, que terminou nos Aliados, em frente à Câmara Municipal, houve uma sessão de 'microfone aberto' (tal como na concentração, na Batalha) para quem quisesse amplificar as suas razões de protesto.  A organização propôs, depois, uma assembleia popular sob o tema da continuidade do protesto 15O. Nessa assembleia levantaram-se variadas propostas de temas de discussão, bandeiras e campos de acção. A organização apresentou, em paridade com as restantes ideias, as propostas concretas que constavam no manifesto. Todos os temas recolhidos ficaram como proposta de discussões para subsequente Assembleia, a realizar no dia 22 de Outubro, às 15h. Ao tão pragmático 'e se chove?', responde a assembleia que se reúne em S. Bento. A estação.

Sem comentários:

Publicar um comentário